Seja aprovado mais rápido

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Quando parar de estudar para um concurso público é a melhor estratégia


Se o seu desempenho nos estudos não está progredindo, é hora de encontrar o erro e corrigi-lo
Todo concurseiro já sabe que estudar para um concurso, embora não seja uma tarefa simples, é algo perfeitamente administrável e que, sem o mínimo de organização e foco, a aprovação demora mais a acontecer.
No entanto, de nada adianta estudar cerca de 8 horas diárias, por meses a fio, se, ao analisar friamente o seu desempenho, você percebe que está estacionado em um ponto. Sem progresso, não há aprovação. Neste momento, a sensação de um esforço feito em vão toma o concurseiro que, desanimado, acredita não ser capaz de entrar na carreira pública.

Como saber se você ainda está no caminho certo?

É preciso deixar a emoção de lado e analisar sua situação para verificar sinais de que você está realmente aproveitando seus estudos ou simplesmente andando em círculos. Veja a lista e verifique se se identifica com alguma das situações abaixo:
  • Você se mantém concentrado e estuda com qualidade durante todo o período em que estuda ou não consegue manter o foco e precisa reler um ponto repetidas vezes?
  • Você ainda se sente perdido em meio as matérias de estudo ou já consegue compreender o assunto com mais facilidade?
  • Você já é capaz de resolver questões que nunca havia visto antes?
  • Desde que começou a prestar concursos você é sempre reprovado ou já consegue atingir a pontuação mínima do edital, mesmo que não seja aprovado?

É importante ser honesto consigo mesmo para que possa identificar onde é possível melhorar para virar o jogo e se aproximar da sua aprovação.

 3 erros mais comuns que você pode estar cometendo sem perceber

Tudo isso acontece por causa de erros básicos que você pode estar cometendo sem se dar conta disso. A boa notícia é que eles são fáceis de serem revertidos. Confira nossas dicas.

Você inicia sua rotina de estudos somente depois da publicação do edital.

Se esse não é o seu primeiro concurso, você já deve ter percebido que o conteúdo cobrado em um concurso público é bastante extenso. Se esperar a publicação do edital para começar a estudar pode não ter tempo hábil para abranger tudo o que é pedido e acabar por se sobrecarregar. O resultado é só um: você pode até estudar, mas dificilmente irá internalizar o que está estudando.
Dica: antecipe as matérias básicas, como a Língua Portuguesa, para ganhar tempo.

Estudar 24 horas por dia 7 dias por semana.

Obviamente este é um exagero. Nenhum cérebro, nem do primeiro colocado do concurso que você almeja, é capaz de trabalhar por tanto tempo sem descanso. Desconectar-se dos estudos por algumas horas também colabora para que a assimilação do que está sendo estudado seja bem aproveitada.
Isso ainda vale para a véspera da prova: você não vai aprender tudo o que precisa neste dia, portanto, tire uma folga, descanse e se alimente bem.
Dica: Procure tirar uma hora de descanso a, pelo menos, três horas estudadas.

Estudar para todos os concursos, independentemente da área

E, pior, sem foco e de maneira aleatória. Se não há uma receita para o sucesso, essa é, sem dúvida, a receita para o fracasso. Primeiro que cada concurso tem um conteúdo novo e específico que dificilmente será aproveitado em um outro certame. E, segundo, estudar aleatoriamente, sem agendas, horários e conteúdos certos só faz com que você se sinta perdido em um mar de livros e anotações.
Dica: determine dias e horários de estudo, e estabeleça uma agenda de conteúdo para otimizar o seu tempo de estudo.

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os "4 passos para aprovação em concursos".



segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Direito das pessoas portadoras de deficiência física é tema de concurso


O assunto é obrigatório para o concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª região 

O edital do concurso para cargos do TRT da 11ª região, Amazonas e Roraima, sofreu uma retificação e agora inclui, como parte de conhecimentos gerais, o conteúdo “Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência”. Portanto, se você está pleiteando um cargo no órgão, precisa conhecer bem o assunto.

Legislação extensa

A legislação que prevê os direitos das pessoas portadoras de deficiência física é extensa e relativamente nova: as leis mais antigas datam do ano 2000 e, dentre elas, as mais conhecidas são:
  • Lei 10.048/00 que determina a prioridade no atendimento às pessoas portadoras de necessidades especiais.
  • Lei 10.098/00 que regulamenta as regras relacionadas ao direito das pessoas portadoras de necessidades especiais à acessibilidade fácil, como em calçadas e transportes coletivos; e
  • Lei 11.126/05, que regulamenta as regras para o uso de cães-guia ou cães de assistência.

Além dessas leis, o decreto número 6.949 de agosto de 2009, promulgou a convenção da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre os PNE e, em 2015, a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, a Lei 13.146/15, foi criada para regulamentar o decreto de 2009, enquadrando de fato as PNEs, consolidando seus direitos.

Preparação para os concursos

O fato de a matéria não ser cobradas em boa parte dos concursos faz com os candidatos apresentem dúvidas quanto à preparação para os certames.

A infraestrutura de muitas capitais importantes do Brasil ainda não possui a acessibilidade adequada para as PNEs e, por isso, a população ainda não possui um bom conhecimento de tais direitos. Por esse motivo, o tema passou a ser cobrado.

Confira abaixo três dicas sobre como se preparar.

1. A primeira providência é focar nas leis mais recentes que regulamentam os direitos das PNEs. Certamente, a Lei 13.146/15 é uma das mais importantes, porque trata diretamente do Estatuto das Pessoas Portadoras de Deficiência no Brasil. Conhecê-la profundamente é fundamental. No entanto, mais do que estudar é preciso aprender. Lance mão de técnicas que vão ajudá-lo neste quesito.

2. Estude atentamente toda a legislação sobre o tema. É preciso dar a devida importância ao assunto e marcar a matéria como uma das mais importantes a serem estudadas. Internalize o máximo possível de conteúdo, usando as técnicas de estudos conhecidas e comprovadas, como os mapas mentais.

3. Tire suas dúvidas com alguém que possua muito conhecimento na área: um professor ou um grupo de estudos que estejam atualizados com as leis e possam oferecer um ótimo suporte para os seus estudos. Além disso, procure estudar as provas anteriores que apresentaram questões sobre o tema para que possa estudar de maneira mais focada e ter uma ideia de que tipo de perguntas possam constar na prova.


Conte para a gente nos comentários quais seus principais desafios na hora de estudar para um concurso.

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os "4 passos para aprovação em concursos".



segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Livros de Língua Portuguesa que todo concurseiro deve estudar




Conheça os conteúdos indispensáveis para aqueles que desejam ingressar na carreira pública

Apesar de a Língua Portuguesa ser a língua oficial do Brasil, muitos acreditam erroneamente que ela não mereça tanta atenção quanto as outras disciplinas na hora de prestar uma prova para concurso público.

Para escrever bem é preciso ter um conhecimento profundo na gramática, na redação e, também, na interpretação de textos. Sendo assim, elencamos abaixo cinco livros que vão possibilitar uma ótima base para que seu desempenho em um certame seja surpreendente.

  1. Como passar em provas e concursos


O Dr. William Douglas é um dos mais importantes e influentes especialistas do assunto. Este livro de sua autoria, que já está em sua 29ª edição, traz um conteúdo completo e abrangente de técnicas de estudo explicadas em linguagem clara e eficiente.

O livro ensina estudar com qualidade e transmite dicas e conselhos de especialistas que vão capacitar o candidato a aplicar o conteúdo com segurança e eficácia em uma prova de concurso.

As mais de 500 páginas do livro se tornaram uma ferramenta poderosa em forma de manual para que os interessados nas carreiras públicas possam trilhar um caminho de sucesso.

2. Gramática comentada com interpretação de textos



De autoria de Adriana e Fernando Figueiredo, este livro é parte da Série Provas e Concursos da Editora Campus.

No livro, os autores analisam e comentam os assuntos da Língua Portuguesa que aparecem com mais frequência nas provas de concursos públicos. Além disso, o livro traz uma excelente seleção de exercícios cujo objetivo é a fixação de tais conteúdos e questões que abrangem a análise de textos e regras gramaticais.

3. Moderna gramática portuguesa atualizada pelo novo Acordo Ortográfico



O autor Evanildo Bechara é, certamente, um dos principais nomes quando o assunto é o estudo do português.

Após anos de transição, o novo Acordo Ortográfico começou a vigorar no Brasil em 1º de janeiro de 2016, passando a ser obrigatório. Devido ao número de pessoas que ainda apresentam dificuldades quanto às novas regras, o livro do Bechara se tornou uma ótima opção de estudo e aprendizado.

4. Português para concursos: teoria e 900 questões


O livro, de autoria de Renato Aquino, se tornou um dos mais procurados pelos concurseiros, pois é prático e vai direto ao ponto.

O conteúdo de gramática é bastante abrangente e as 900 questões são capazes de preparar o candidato de uma maneira eficiente para a prova.

5. Interpretação de textos e semântica para concursos



O livro surgiu da pesquisa e conhecimento de quatro autores: Marcelo Rosenthal, Lilian Furtado, Tiago Omena e Pedro Henrique, e seu conteúdo traz diversas questões sobre interpretação de texto com respostas comentadas e que já fizeram parte dos certames.

O livro é especialmente importante para aquele tipo de prova em que as opções de resposta são semelhantes e um detalhe pode fazer a diferença na aprovação.

Gostou da nossa lista de sugestões? Em sua opinião, qual o melhor livro para ser bem-sucedido em uma prova de Língua Portuguesa em concursos? Deixe sua resposta nos comentários.

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os "4 passos para aprovação em concursos".

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

A hora da verdade: quais são seus pontos fracos diante de uma prova?




Você se dedicou aos estudos e se preparou como nunca. Mesmo assim, na hora H não tem o desempenho que imaginava. Saiba o que pode estar causando isso.

É, no mínimo, curioso quando uma pessoa aparentemente preparada para uma prova de concurso termina com uma nota muito abaixo da esperada. Não estamos falando de uma matéria que é conhecidamente difícil, mas sim, daqueles casos em que se perde pontos em questões óbvias e que, em outras circunstâncias, não causariam quaisquer tipos de problemas.

Por que será que isso acontece?

A verdade é que a causa deste mau desempenho pode estar ligada a vários fatores. O primeiro passo para eliminar o problema de vez é identifica-lo e, por isso, elencamos abaixo algumas situações que resultam no mau aproveitamento da avaliação e o que você pode fazer para evitar que aconteçam. Confira!

Tempo rei

Não há nada pior do que a sensação de tempo perdido, concordam? Sendo assim, suas chances de se preparar adequadamente para a prova começam a partir do momento que você decide se inscrever em um concurso público.

O dia da prova não é uma ocasião propícia para recuperar o tempo perdido. O melhor remédio é aceitar que só poderá se preparar melhor em um próximo concurso.

Portanto, a administração do seu tempo é fundamental para que possa evitar essa sensação de que poderia (e deveria) ter feito mais quando teve a oportunidade. Não fuja da responsabilidade. Se não estiver preparado, não será aprovado. Simples assim.

O exagero também é prejudicial

Se não estudar o suficiente é ruim, exagerar nos estudos também o é, pois pode surtir um efeito contrário ao esperado.

Encare os estudos para a prova de um concurso como uma maratona, em que é preciso dosar a intensidade e a velocidade para chegar vitorioso na linha de chegada. No entanto, muitos encaram a preparação como uma corrida de velocidade, ou seja, tentam dar o máximo de si do começo até o final para conseguirem ganhar o prêmio.

A palavra-chave é equilíbrio. Descansar e relaxar a mente com outros assuntos e atividades é tão importante quanto se dedicar aos estudos. O exagero nos estudos pode causa a sobrecarga do organismo e a pessoa entra em um esgotamento mental e físico que despencará seu rendimento no dia da prova.

Considere os imprevistos

Contar com a sorte é uma atitude arriscada: as chances de se dar bem (ou mal) são de 50% e, por isso, é melhor não arriscar. O dia da prova em si já é de uma ansiedade e tomar algumas providências básicas para eliminar o risco de imprevistos é a melhor atitude.

Verifique o local e o horário da prova e saia de casa com muita antecedência. Muitas coisas podem acontecer que podem resultar em seu atraso e, consequentemente, na perda da prova: chuva, trânsito, atraso de transporte coletivo, indisposição, entre outros. Pense em todas as possibilidades.

Conte também como imprevistos os possíveis desconfortos que podem ocorrer durante a avaliação: calor, frio, fome, sede, roupa ou sapato apertados, etc. Por menor que sejam esses detalhes, eles são capazes de tirar a sua concentração da prova e resultar em uma nota menor do que a desejada.

Você já passou por alguma destas situações? Conte para a gente nos comentários como se prepara para o dia da prova de um concurso.


O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os "4 passos para aprovação em concursos".

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

5 passos para escrever uma redação perfeita em concursos


Embora a redação seja a principal preocupação dos concurseiros, é possível seguir um roteiro e apresentar um texto digno de nota 10. Veja como.

Diferentemente do que muitos concurseiros acreditam, as redações nota 10 são incrivelmente simples.

Não é necessário ser um grande conhecedor de histórias para escrever algo coerente e este é exatamente o problema. As pessoas acreditam erroneamente que um texto coerente deve ser rebuscado e beirando uma obra literária quando, na verdade, o contrário é a chave do sucesso: quanto mais claro e simples, melhor.


Mas, afinal, como fazer isso?


De acordo com especialistas em redação, pensar que você está escrevendo para uma plateia erudita não é o caminho a seguir. Pense, ao contrário, que a pessoa que vai ler sua redação é uma criança de 10 anos e, por isso, o texto deve ser claro, fácil de ler e bem explicado.

Obviamente, cada banca examinadora tem suas próprias exigências e mesmo o mais simples dos textos, precisa atender às instruções do concurso.

A perfeição não deve ser o objetivo

Muitas vezes, o candidato não precisa tirar a nota máxima na redação para ser aprovado no concurso. Aliás, receber a nota máxima é bastante raro, embora não seja impossível. No entanto, o seu objetivo é se fazer compreender e não buscar o 10 a qualquer custo.

A obrigação de tirar a nota máxima pode mais atrapalhá-lo do que ajudá-lo na hora da redação. É preciso seguir uma espécie de roteiro, ou um passo a passo, para que sua redação seja enquadrada dentre as melhores do certame. Veja abaixo cinco características que garantem um bom texto

1. Leia atentamente o enunciado da banca e se mantenha no assunto

Um dos grandes erros ao fazer uma redação é que, por se achar despreparado, o candidato foge do assunto e, só isso, já reduz suas chances pela metade, ou seja, você perde 50% da nota.

Não se afaste do assunto e, ao contrário, escreva direta e objetivamente sobre o assunto pedido e seus desdobramentos.

Quando a redação propõe um problema além do tema, não fuja dele. Apresente uma solução de maneira assertiva e simples, sempre com ética.

2.Lembre-se: você está prestando um concurso e não se juntando a um movimento

Por isso, cuidado com discursos inflamados e paixões desenfreadas por uma determinada causa. A banca está avaliando sua capacidade de comunicação e não o quanto você se sente atraído por uma causa.

Não permita que suas paixões e emoções prejudiquem suas possibilidades de aprovação em um concurso.

3. Fique atento às palavras-chaves e as insira em sua redação

Professores de redação são unânimes em afirmar que, embora pareça óbvio, muitos candidatos se esquecem de inserir as palavras-chaves na redação sobre o tema proposto pela banca examinadora.

Um conselho de especialista é relacionar os termos da área da seguinte maneira: se estiver escrevendo sobre “nutrição”, palavras como “digestão”, “fibras”, “alimentação”, “enzimas”, entre outras, deverão aparecer no desenvolvimento do texto.

Outro fator que demonstra que o candidato conhece bem o assunto proposto é citar autores e referências bibliográficas da área.

4. Cuidado com os erros de português

É indispensável dominar a Língua Portuguesa na hora da redação. Erros de ortografia, concordância, acentuação, conjugação, entre outros, dão o tom do candidato ao examinador.

Além disso, ter uma caligrafia clara, legível e respeitar os limites de linha e parágrafos são essenciais para causar uma boa impressão e contribuir para uma boa nota de redação.

5. Tenha suas próprias ideias e opiniões

Demonstrar autonomia de pensamento é muito importante ao escrever uma redação, principalmente para um concurso. Evite clichês, frases prontas e, principalmente, usar citações que são atribuídas erroneamente aos autores famosos. Se não tem certeza de uma citação, não a use. Fuja de frases vagas.

Demonstre que é capaz de seguir sua própria linha de pensamento e emitir opiniões coerentes sem o auxílio dos recursos citados acima.

E para você? O que é preciso para uma redação perfeita?

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os "4 passos para aprovação em concursos".


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Seis dos 10 maiores salários do país são do funcionalismo público



Conheça as categorias mais bem pagas do país.

A faixa do funcionalismo público, conhecida como elite, está entre as dez categorias profissionais de maiores salários do Brasil. Juízes, procuradores, promotores, e até donos de cartório, os quais possuem concessão pública, fazem parte desta faixa.

Estas informações são frutos de um ranking cuja base de dados foi o relatório “Grandes Números”, divulgado pela Receita Federal que, por sua vez, utilizou as declarações do IRPF de 2015. O pesquisador responsável pelo resultado foi José Roberto Afonso (IBGE/FGV).

Recorde em ganhos

Encabeçando a lista das funções públicas mais bem pagas do Brasil, está o dono de cartório. Na verdade, a atividade flutua entre os setores público e privado, mas foi considerada como parte das funções estatais.

De acordo com dados colhidos das declarações IRPF 2015, o rendimento anual da categoria é de R$1,1 milhão. Um detalhe é que, uma faixa ainda mais rica da categoria, cerca de 9400 donos de cartório, acumularam, somados, aproximadamente R$11 bilhões no período.

Carreiras públicas típicas e bastante rentáveis

Ocupando o segundo, terceiro, quarto, sexto, sétimo e oitavo lugares na lista estão as carreiras típicas do funcionalismo público:

  • Promotores* e procuradores* do Ministério Público possuem uma renda média anal de quase R$530 mil.
  • Juízes* e outros integrantes dos tribunais de contas*, cerca de R$512 mil.
  • Diplomatas, R$332 mil anuais.
*: essas funções recebem cerca de seis vezes mais que a média dos declarantes de IR do Brasil.

De acordo com o pesquisador, "a crise fiscal atual revela que o debate das dificuldades está concentrado no poder Executivo, enquanto os demais poderes seguem gerindo as suas folhas salariais e os seus orçamentos como se nenhuma crise estivesse ocorrendo no País. Reajustes fortes têm sido dados para essa elite do setor público, enquanto a imensa maioria dos servidores públicos não é tão beneficiada."

Três funções do setor privado fazem parte do ranking

Dentre as dez funções mais bem pagas do país, três são do setor privado, a saber:

  • Ocupando o quinto lugar estão os médicos, com rendimento médio anual de R$305 mil;
  • A nona posição ficou om os pilotos de avião, com rendimento médio anual de R$253 mil,
  • A 10ª posição está ocupada pelos atletas, com rendimento médio anual de R$219 mil.

A categoria mais bem paga, mas que ficou de fora da lista

José Roberto Afonso concluiu que a razão da ausência de uma categoria que figura entre as mais bem pagas, as dos empresários e executivos de alto escalão, é que parte dos ganhos da função enquadra-se como rendimento não tributável, como lucros e dividendos.

A pesquisa divulgou que mais de 700 mil integrantes da categoria chegam a ganhar R$ 214 bilhões que são isentos. Os outros recebem como pessoa jurídica e, por isso, as funções que compõem a categoria ficaram com o 30º lugar da lista, com um ganho médio anual de R$138 mil.


Afonso ainda ressalvou que presidentes de empresas multinacionais, donos de empresas menores e até o profissional contratado como empresa (que forma o cenário da “pejotização”), estão inclusos na categoria acima. 

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os"4 passos para aprovação em concursos".




segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Como aprender qualquer coisa e não esquecer mais


Aprender algo novo rapidamente e de uma maneira que não seja esquecido é uma habilidade que, ao ser desenvolvida, poderá ser determinante no sucesso de seu futuro.

Esta é a premissa que o livro “Make it Stick: The Science of Successful Learning” (Fixe a aprendizagem: a ciência de aprender com sucesso, tradução livre, sem edição no Brasil), escrito por Peter Brown, Henry Roediger e Mark McDaniel.

“Aprender é ser capaz de lembrar”, afirmam os autores

De acordo com os autores, é preciso aprender constantemente e lembrar o que aprendemos durante a vida. Seja para passar em um concurso, seja para ficar à frente no trabalho, se você aprende bem, já tem uma vantagem em relação aos outros.

Hábitos comuns, como decorar, podem até ajudá-lo no momento, mas assim que utilizar a informação decorada, ela cai no esquecimento. Por isso, o livro reúne dicas capazes de auxiliá-lo a aprender melhor e a levar o aprendizado por toda a sua vida.

Confira!

Associe o que você já sabe com novas informações

Essa é uma maneira de acrescentar informações ao que você já tem internalizado e usando suas próprias palavras. Os autores são assertivos: "quanto mais você consegue explicar como o novo aprendizado se relaciona com seu conhecimento prévio, mais forte será sua compreensão e mais conexões você criará para se lembrar mais tarde".

Uma maneira eficaz de aprender e não esquecer é transferir a teoria para o seu dia a dia. Por exemplo, se você está estudando os conceitos da transferência de calor em uma aula de física, pode trazer a teoria para a sua rotina e pensar na transferência de calor de uma xícara de café em suas mãos.

Chutar uma resposta também é positivo

De acordo com os autores, responder antes mesmo de ter certeza sobre a resposta é algo posivito: "Ao explorar o desconhecido e quebrar a cabeça primeiro, você é muito mais propenso a aprender e lembrar da solução do que se alguém te ensinasse logo de cara", afirmam.

Ao estudar, é positivo tentar encontrar as respostas e resolver os problemas antes mesmo de abrir os livros. Esta característica transferida para o campo profissional, você pode levar soluções ou sugestões antes mesmo de entrar em uma reunião.

Analise o que estudou

Após passar horas debruçado sobre uma pilha de livros, tire um tempo para refletir e avaliar o que estudou. Pergunte-se o que correu bem, o que pode ser melhorado, o que o assunto te lembra, entre outras questões importantes.

Quinze minutos de reflexão sobre um dia todo de estudos melhoram o seu desempenho em cerca de 23%, segundo uma pesquisa conduzida em Harvard.

Use fichas coloridas

Faça anotações de palavras-chaves que funcionarão como gatilhos para você lembrar o que estudou. Ter um contexto é bem mais eficaz do que apenas grifar um texto. Ao rever essas informações, as chances de internalizar o conteúdo são bem maiores.

Identifique os pontos cegos

Saber o que você não sabe é o que os autores do livro chamam de calibrar: "é simplesmente o ato de usar um instrumento objetivo para limpar ilusões e ajustar o seu julgamento para refletir melhor a realidade."

Isso acontece quando você descobre que, durante esse tempo todo, estava fazendo algo errado e não tinha ideia disso. Por isso, é preciso se livrar de ilusões cognitivas, ou seja, entender verdadeiramente algo que achava que entendia, mas na verdade, não. Só assim você descobrirá o que realmente precisa aprender.


O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os"4 passos para aprovação em concursos".

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Cansou de trabalhar como mesário? Saiba que isto pode lhe trazer vantagens em concursos


A Justiça eleitoral considera o trabalho de mesário como algo de muita importância.

Trabalhar durante o pleito eleitoral pode não ser algo agradável aos convocados pela Justiça eleitoral, mas se você pensa em prestar um concurso, a atividade pode lhe trazer vantagens.

Portanto, da próxima vez que receber a convocação, pense nos seguintes benefícios que o exercício da função de mesário lhe garante:

  • Vantagem nos critérios de desempate em vagas para concursos públicos da Justiça Eleitoral;
  • O benefício se estende para concursos para cargos em outros órgãos públicos, caso estejam previstos em seus editais;
  • Dispensa no trabalho pelo dobro dos dias trabalhados para a Justiça Eleitoral, independentemente de o mesário trabalhar em empresa pública ou privada;
  • Auxílio alimentação no dia da eleição, e
  • Créditos em disciplinas de ensino superior, caso as instituições sejam conveniadas com os tribunais regionais eleitorais.

Programa Mesário Voluntário


Desde 2004, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) faz ações incentivando a adesão ao voluntariado de serviços eleitorais, programa que foi batizado de Programa Mesário Voluntário.

Os interessados em participar do programa realizam um cadastro no site do TSE, que traz uma lista de contatos dos tribunais regionais eleitorais em todo o território brasileiro. A divulgação da lista dos mesários convocados é feita pelos próprios cartórios eleitorais.

Funções eleitorais


Voluntários ou convocados, os mesários podem exercer a função de primeiro e segundo mesários, secretários ou presidente da sessão eleitoral.

No último caso, a função é ser responsável por verificar as credenciais dos fiscais, cuidar para que não haja propagandas políticas na sessão, assegurar-se quanto a preservação da lista de candidatos, convocar eleitores para substituir os mesários faltosos, e retirar a mídia de gravação de resultados da urna e relacrar o compartimento, garantindo a validade do ato democrático.

Já os primeiros e segundos mesários, substituem o presidente em sua ausência, são responsáveis por colherem a assinatura dos eleitores nas seções que ainda não possuem o sistema de votação biométrica, entregam o comprovante de votação/justificativa, entre outras funções.

O secretário redige a ata da mesa receptora preenchendo com os dados solicitados e orientam os eleitores, além de checarem seus documentos.

Aplicativo para instruções e orientações

A Justiça Eleitoral, no intuito de facilitar a vida do mesário, criou o aplicativo Mesários, que traz instruções e orientações complementares ao treinamento para o exercício da função e esclarecer dúvidas.

Disponível apenas para o sistema operacional iOS, o aplicativo ainda conta com informações e procedimentos que deverão ser adotados na seção eleitoral no dia da votação, além de um questionário para testar os conhecimentos dos convocados.

Se interessou? Acesse o site oficial do TSE e saiba mais.

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os"4 passos para aprovação em concursos".



segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Oportunidade: IFB abre concurso para 133 vagas com salários até R$9,5 mil


O IFB (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília) abriu as inscrições para um concurso que vai oferecer 133 vagas.

Os cargos e as quantidades de vagas são as seguintes:
  •         Técnico-administrativo – todos os níveis de escolaridade – 30 vagas, e
  •        Professor do ensino básico, técnico e tecnológico – nível superior – 103 vagas.

Para os aprovados, os salários iniciais serão de R$1.824,69 e R$4.234,77, podendo atingir R$9.571,77 com a retribuição por títulos e auxílio alimentação.

Oportunidade para docentes e técnicos

Os candidatos a professor atuarão em áreas como artes, dança, alimentos, direito, mecânica, informática, educação física, economia, enfermagem, espanhol, filosofia, história, geografia, engenharia elétrica, pedagogia, mecatrônica, contabilidade e mecânica.

As áreas de atuação dos candidatos aos cargos técnico-administrativo são para auditor, psicólogo, assistente social, auxiliar em administração, técnico em assuntos educacionais, tradutor e intérprete de linguagem de sinais, gestor público e técnico em laboratório.

Exame

Todos os candidatos farão uma prova objetiva. Para os candidatos à função de tradutor e intérprete de linguagem de sinais também farão um exame prático. O exame para os técnicos acontecerá em 27 de novembro.

Já os candidatos ao cargo de professor ainda serão avaliados em fases de desempenho didático e a análise de títulos. Os exames para os cargos de docente acontecerão em 20 de novembro.

Inscrições


Os interessados para os cargos de docente têm até o dia 10 de outubro para se inscrever. As inscrições para os cargos técnicos vão de 30 de setembro a 16 de outubro. O valor da inscrição varia de R$55 a R$150. 


O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os"4 passos para aprovação em concursos".






segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Conhecimento é poder: como manter-se bem informado pode ajudá-lo a passar em um concurso


Separar um tempo para colocar a leitura em dia pode aumentar suas chances de aprovação.

Em um mundo em que a informação é efêmera, fica cada vez mais difícil manter-se atualizado com a leitura e os acontecimentos do Brasil e mundo.

No entanto, para ampliar seu leque de informações e, com isso, aumentar suas chances de aprovação em um concurso, colocar a leitura em dia deve fazer parte de sua rotina de estudos.

Para simplificar esta tarefa, compilamos uma lista de leituras essenciais e, também, dos principais sites para que você tenha acesso à informações corretas e atuais sobre os principais assuntos da atualidade.

Confira!

Clássicos e atemporais

Um clássico é um clássico e será sempre bem-vindo como fonte de inspiração e linha de pensamento para uma redação, por exemplo. A lista abaixo é simplesmente imperdível:

  •  Ilíada e Odisseia – ambos de Homero;
  •  Dom Quixote – Miguel de Cervantes;
  • Guerra e Paz – Leon Tolstoi;
  • A Feira de Vaidades – William Makepeace Thackeray;
  • Crime e Castigo – Fiodor Dotoiévksi;
  • A Divina Comédia – Dante Alighieri;
  • Paraíso Perdido – John Milton;
  • Ulisses – James Joyce;
  • O Nome da Rosa – Umberto Eco;
  • Cem Anos de Solidão – Gabriel García Márquez.

Sites de Jornais e Revistas

A internet é uma ótima fonte de informação, porém é preciso ter o cuidado de apurar o que chega até você. A melhor maneira de manter-se informado usando os recursos online de sites de veículos da imprensa renomados. Mesmo assim, a checagem ainda é obrigatória.

Os principais são:


Nessa categoria, podemos destacar revistas especializadas, como a Revista de História da Biblioteca Nacional.

Portais que não restringem o acesso

Alguns dos sites informados acima restringem o acesso para aqueles que não são assinantes da revista ou jornal. Uma boa opção para substituir esses acessos são os seguintes portais:


Vídeos

A leitura pode – e deve – ser complementada com vídeos e áudios que enriquecem o conteúdo. Algumas rádios já se autointitulam como a rádio com imagens e, por isso, oferecem verdadeiras aulas. Acesse:


Informações sobre o meio ambiente

O cuidado com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável nunca esteve tão em voga. Por isso, manter-se atualizado nesse assunto também é fundamental.


Lista complementar

Quer ficar ainda mais por dentro dos assuntos atuais? Confira aqui os 100 sites de pesquisa acadêmicas que você deveria conhecer e aproveite para baixar mais de 400 títulos para ampliar seus conhecimentos.


Boa sorte!

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os"4 passos para aprovação em concursos".