Todo concurseiro já sabe que estudar para um concurso, embora não seja uma tarefa simples, é algo perfeitamente administrável e que, sem o mínimo de organização e foco, a aprovação demora mais a acontecer.

No entanto, de nada adianta estudar cerca de 8 horas diárias, por meses a fio, se, ao analisar friamente o seu desempenho, você percebe que está estacionado em um ponto. Sem progresso, não há aprovação. Neste momento, a sensação de um esforço feito em vão toma o concurseiro que, desanimado, acredita não ser capaz de entrar na carreira pública.

Como saber se você ainda está no caminho certo?

É preciso deixar a emoção de lado e analisar sua situação para verificar sinais de que você está realmente aproveitando seus estudos ou simplesmente andando em círculos. Veja a lista e verifique se se identifica com alguma das situações abaixo:

  • Você se mantém concentrado e estuda com qualidade durante todo o período em que estuda ou não consegue manter o foco e precisa reler um ponto repetidas vezes?
  • Você ainda se sente perdido em meio as matérias de estudo ou já consegue compreender o assunto com mais facilidade?
  • Você já é capaz de resolver questões que nunca havia visto antes?
  • Desde que começou a prestar concursos você é sempre reprovado ou já consegue atingir a pontuação mínima do edital, mesmo que não seja aprovado?

É importante ser honesto consigo mesmo para que possa identificar onde é possível melhorar para virar o jogo e se aproximar da sua aprovação.

3 erros mais comuns que você pode estar cometendo sem perceber

Tudo isso acontece por causa de erros básicos que você pode estar cometendo sem se dar conta disso. A boa notícia é que eles são fáceis de serem revertidos. Confira nossas dicas.

Você inicia sua rotina de estudos somente depois da publicação do edital.

Se esse não é o seu primeiro concurso, você já deve ter percebido que o conteúdo cobrado em um concurso público é bastante extenso. Se esperar a publicação do edital para começar a estudar pode não ter tempo hábil para abranger tudo o que é pedido e acabar por se sobrecarregar. O resultado é só um: você pode até estudar, mas dificilmente irá internalizar o que está estudando.

Dica: antecipe as matérias básicas, como a Língua Portuguesa, para ganhar tempo.

Estudar 24 horas por dia 7 dias por semana.

Obviamente este é um exagero. Nenhum cérebro, nem do primeiro colocado do concurso que você almeja, é capaz de trabalhar por tanto tempo sem descanso. Desconectar-se dos estudos por algumas horas também colabora para que a assimilação do que está sendo estudado seja bem aproveitada.

Isso ainda vale para a véspera da prova: você não vai aprender tudo o que precisa neste dia, portanto, tire uma folga, descanse e se alimente bem.

Dica: Procure tirar uma hora de descanso a, pelo menos, três horas estudadas.

Estudar para todos os concursos, independentemente da área

E, pior, sem foco e de maneira aleatória. Se não há uma receita para o sucesso, essa é, sem dúvida, a receita para o fracasso. Primeiro que cada concurso tem um conteúdo novo e específico que dificilmente será aproveitado em um outro certame. E, segundo, estudar aleatoriamente, sem agendas, horários e conteúdos certos só faz com que você se sinta perdido em um mar de livros e anotações.

Dica: determine dias e horários de estudo, e estabeleça uma agenda de conteúdo para otimizar o seu tempo de estudo. 

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os "4 passos para aprovação em concursos".