A língua portuguesa é presença certa em todos os concursos públicos e, por isso, é preciso sanar todas as dúvidas sobre os principais pontos da gramática e interpretação de textos para que não haja dúvidas na hora de prestar a prova e de escrever uma redação excelente.

No que se refere à gramática, de acordo com especialistas em concursos, as principais queixas dos alunos estão em acentuação, ortografia, verbos, conjunções, crase, regência entre outros.

Veja abaixo algumas explicações simples que poderão ajudá-lo a se aproximar de sua aprovação.

Verbo haver

Um dos pontos que mais geram dúvidas na língua portuguesa é o plural do verbo haver. De acordo com o blog Língua Portuguesa, que ocupou o primeiro lugar no ranking das principais páginas de idiomas do Facebook, não é possível afirmar que o verbo haver não tenha forma no plural. Quando funciona como verbo auxiliar, ou seja, com o sentido de “ter”, ele pode ficar no plural. Veja:

  • Os diretores haviam comprado uma parte da empresa. (Tinham comprado)
  • As crianças já haviam saído quando o professor chegou. (Tinham saído)

Particípios regulares e irregulares

Outro ponto importante é o uso do verbo em sua forma de particípio. Acompanhe:

Quando os verbos ter/haver são usados, a forma de particípio é regular. No entanto, quando os verbos ser/estar são usados, a forma do particípio é irregular. Veja o exemplo:

  • Eles já tinham imprimido o trabalho.
  • O trabalho será impresso amanhã.

 

  • Ele havia entregado a prova.
  • A prova será entregue pelo professor.

 

Novo acordo ortográfico

O novo acordo ortográfico da língua portuguesa entrou em vigor em 2009, mas ainda continua gerando muitas dúvidas, principalmente no que se refere à ortografia e à acentuação.

Ortografia

Segundo o blog, não se usa mais o hífen em palavras cujo prefixo termina em vogal e a palavra seguinte inicia-se com as consoantes R ou S. O hífen desaparece e essas duas consoantes devem ser dobrados. Veja abaixo alguns casos antes e depois do acordo.

  • Anti-social – Antissocial
  • Anti-ruído – Antirruído
  • Anti-reflexo – Antirreflexo
  • Mini-saia – Minissaia
  • Ultra-sonografia – Ultrassonografia
  • Contra-regra – Contrarregra
  • Ultra-secreto – Ultrassecreto

Acentuação

Ainda de acordo com a nova regra ortográfica, os acentos diferenciais ficaram da seguinte maneira:

  • Não são mais usados: para (verbo) e para (preposição); pela (verbo) e pela (contração por + a); pelo (substantivo) e pelo (contração por+ o); veem (verbo); deem (verbo).

 

  • Permanecem: pôde (verbo) e pode (verbo); por (preposição) e pôr (verbo); tem (singular) e têm (plural); vem (singular) e vêm (singular).

 

  • Opcional: forma, fôrma.

 

Tem mais alguma dúvida? Deixe-a nos comentários. Bons estudos!

 

 

O QualConcurso é seu aliado na hora de estudar. Com ele, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente, por meio dos Simulados oferecidos pela plataforma. Quer saber mais? Clique aqui para conhecer a nossa metodologia e baixar GRATUITAMENTE o e-book com os"4 passos para aprovação em concursos".